CQC SATIRIZA IGREJA UNIVERSAL

O programa “CQC” de Portugal (que por lá significa "Caia Quem Caia"), transmitido pela emissora local TVI, ironizou, na exibição do quadro “Top Five” da última segunda-feira (10), a Rede Record de Televisão e a Igreja Universal.

Baseados em um vídeo em que o empresário brasileiro João Dória aparece pedindo para que integrantes de um encontro de negócios luso-brasileiro dêem as mãos para mostrar a união e a cooperação entre os dois países, os humoristas mencionaram que “depois da Record e da Igreja Universal do Reino de Deus, surge agora a Igreja luso-brasileira dos testemunhos de Sócrates”.

Ao final, o apresentador do “CQC”, Pedro Vasconcellos, fez com que platéia e bancada repetissem o gesto de Dória, ao som de “amém”. Na ocasião, o integrante do programa, ironizou a Igreja Evangélica, mencionando que “a crise é o demônio”.

Veja o trecho do programa que menciona a Igreja Universal:



Fonte: Portal Imprensa

XUXA PROCESSA "FOLHA UNIVERSAL"

Capa do jornal "Folha Universal" que
sugere pacto de Xuxa com satanismo, motivo de
ação judicial por danos morais

A Xuxa entrou na Justiça contra a “Folha Universal”, o jornal da Igreja Universal, segundo informou a “Folha de São Paulo”. A ação foi motivada por uma reportagem feita pela “Folha Universal” sobre um possível pacto satanista da apresentadora.

A matéria foi baseada em afirmações já largamente divulgadas pelo Pr. Josué Yrion de que Xuxa teria feito um pacto com o Diabo. Yrion, que mora nos EUA também já acusou o boneco Barney de "comer cadáveres humanos".

Circula na internet um vídeo em que o pastor diz que a apresentadora vendeu a alma a Satanás por US$ 100 milhões. "Xuxa é satanista. Xu-Xa: é o nome de dois demônios brasileiros, O-xu e Ori-xá”, acusa Yrion. Veja o vídeo completo:




A assessoria de Xuxa se recusa a comentar o caso, mas, de acordo com a Folha de São Paulo, será exigida uma indenização de R$ 3 milhões, além de uma retratação. A apresentadora teria declarado que “respeita todas as religiões, tem fé e amor a Deus e toda sua vida foi voltada para fazer o bem a exemplo do trabalho que desenvolve na fundação que leva o seu nome”.

Bem feito para a “Folha Universal” que se aventura a divulgar informações sequer minimamente comprovadas sobre qualquer indivíduo.

Embora não concorde com a trajetória da Xuxa e nem muito menos apóie seu péssimo exemplo às crianças em diversos sentidos (familiar, espiritual, moral etc), acredito que ninguém pode fazer acusações sem provas. Denúncias sem provas tornam-se calúnias e este definitivamente não é o papel da Igreja do Senhor Jesus.


“Sabe, porém, isto: nos últimos dias,
sobrevirão tempos difíceis, pois os homens
serão egoístas... desafeiçoados... caluniadores...”
(2Tm 3.1-3)

Leia, na íntegra, a matéria da “Folha Universal” sobre o suposto pacto satanista de Xuxa:

http://www.folhauniversal.com.br/integra.jsp?codcanal=981&cod=136377&edicao=855

MARCO FELICIANO - FAÇA O QUE EU DIGO, NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO

Cabelo estilo alisado, sobrancelhas feitas, roupas
requintadas e muita maquiagem. É o novo visual de Marco Feliciano que
costumava criticar duramente pessoas que gostam
de andar segundo os ditames da moda


A internet pode ser uma grande ferramenta a serviço do Reino de Deus. O YouTube é um dos sites que revolucionou a difusão de imagem e informação ao redor do planeta.

O grande problema disso tudo é que muita gente tem sido pega em grandes contradições.

Um dos últimos a fazer exatamento o contrário daquilo que já disse (e o YouTube confirma) é o Pr. Marco Feliciano. Volto a afirmar que não tenho nenhuma intensão de denegrir o ministério de homens, aparentemente, tão usados por Deus, como Feliciano. Contudo, não há como fechar os olhos para esta bizarra incoerência...

Há alguns anos, o pastor Feliciano era um defensor ferrenho dos "bons costumes", doutrinas NADA BÍBLICAS insistentemente resguardadas pelas igrejas pentecostais mais "tradicionais". Em uma pregação ele "desce a lenha" nos crentes que têm qualquer preocupação com a aparência. Critica homens e mulheres que compram roupas caras, usam maquiagem e "cabelo lambido".

Já é triste perceber que alguém com um ministério tão proeminente, como o Pr. Marco, perca tempo em defender posturas extremamente infundadas a respeito de "santidade". A bíblia nunca relacionou o estado do homem interior com sua aparência externa. Mais triste ainda é notar que, pouco tempo depois, o referido pastor sofreu uma completa transformação em seu visual, lançando mão, exatamente, dos mesmos recursos "modísticos" que tanto condenou no passado.

Quanta incoerência!!!


"Porque o Senhor não vê como vê o homem,
pois o homem vê o que está diante dos olhos,
porém o Senhor olha para o coração."
(1Sm.16:7)


Veja o que o Pr. Marcos Feliciano disse sobre o assunto há alguns anos e não deixe de comentar:


PAMONHA A LA FANTAZZINI

David Fantazzini: "Se eu não estiver na igreja, acabo ficando oco
e não tenho o que ministrar às pessoas."

Há algumas semanas estive, pela primeira vez, com David Fantazzini. Aquele mesmo que participou do "Fama", na Rede Globo e agora prossegue utilizando seu talento a serviço do Reino de Deus.

O cara é Show! Como diria um amigo meu: ele é "crentão". Fiquei impressionado com a simplicidade do rapaz que, cá entre nós, canta e toca "pracaramba".

Passamos algumas horas juntos conversando, cantando e comendo pamonha na casa de uns amigos (Pedro e Vanessa). Mas o que mais me deixou impressionado aquela noite foram algumas coisas que ouvi do David.

Fantazzini disse que, geralmente, não fica mais que três dias fora de casa, que toca sax no ministério de louvor da igreja (Bola de Neve) e que ainda participa de grupos nos lares, além de ser assíduo em um curso para líderes. "Se não for assim, acabo ficando oco e não vou ter o que repartir com as pessoas", explicou o cantor.

Um ótimo exemplo de quem já conheceu bem de perto a fama (desculpem o trocadilho). Também serve como um alerta a alguns ministros que insistem em ter uma caminhada exageradamente itinerante e sem cobertura espiritual.

Grande abraço para meu mais novo amigo, David Fantazzini...

POBRES "EX-NADA"

Irmão Lázaro, Ex-Olodum, fenômeno em venda de CDs.

Certa vez ouvi um jovem pastor dizendo que, durante toda a sua vida, questionava a Deus por nunca ter usado drogas, se prostituído, cometido algum crime ou coisas desse tipo.
Por ser também filho de pastor, o cara nunca tinha feito nada explicitamente "grave".
Ele dizia, em tom de brincadeira: "Irmãos, eu sou um EX-NADA!!!"

Engraçado como a igreja cristã atual tende a privilegiar os “ex-alguma-coisa”. Exemplo disto é o ex-Olodum, Irmão Lázaro. De antemão, quero deixar bem claro que, embora definitivamente não me sinta nem um pouco atraído pelo estilo musical do irmão, não tenho absolutamente nada contra seu trabalho (ministério).
Lázaro é hoje um dos artistas gospel que mais vende CDs no país, apesar do estilo peculiar e bem parecido com o grupo de axé music secular onde começou sua carreira.

Mas é interessante notar como os títulos pregressos tornam-se importantes patentes no meio cristão. Aquilo que deveriam ser memórias de um passado obscuro e vergonhoso, acaba se “convertendo” em prerrogativas que valorizam o novo “ministro”.

Ex-Olodum, ex-paquito, ex-dançarina-do-Tchan, ex-feiticeiro-particular-da-Xuxa, são alguns dos “ex” que vemos por aí que ofuscam os pobres EX-NADA. Ministros que se dedicaram a servir a Deus antes de uma experiência mundana catastrófica, ou que nunca estiveram sob os holofotes da fama, certamente, estão fadados ao anonimato e pequenas ofertas, diferentemente dos monstruosos cachês COBRADOS pelas ex-atuais estrelas do mundo Gospel brasileiro.

Generalizar seria uma grande estupidez. Evidentemente, entre os ex, há pessoas sérias, de Deus, que mudaram de vida por meio de um arrependimento genuíno e não trouxeram o pensamento artístico-capitalista secular para suas tragetórias cristãs. Entretanto, devo ressaltar que a culpa por não saber ensinar tais bebês na fé como caminhar em novidade de vida e deixar as patentes mundanas para trás é unicamente das igrejas que, por sua vez, ficam ávidas por abocanhar um pouco do prestígio e movimento trazidos por estes artistas.

Eu, por minha vez, prefiro optar por valorizar ministros por aquilo que eles são em Deus e não pelo que foram no mundo. Se somos todos discípulos de Cristo, por que não ter como referencial o maior EX-NADA de todos os tempos? Aquele que jamais cometeu pecado algum: Jesus.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...